Bem Estar

Cadê os bolsos nas roupas para mulheres?

8 de julho de 2017

por Observadora

Créditos: C. Cassandra

Sobre a nossa atual busca por roupas mais utilitárias, práticas e que acompanhem a vida real da mulher moderna. A nossa vida mudou e a moda precisa acompanhar. E bolsos, queremos bolsos!

A moda feminina tem estado um pouco desanimadora nos últimos meses (anos?). Sim, ainda tem muita coisa que mexe com o nosso coração e algumas coisas novas sendo feitas (algumas marcas e coleções realmente surpreendendo), mas em uma das muitas discussões a respeito no grupo do Modices no Facebook, é impossível deixar de perceber o quanto a moda ainda pode ser frustrante para as mulheres. Acontece que a gente está em momento de evolução, mudança, crescimento e empoderamento e tem muita marca de moda que não está produzindo de acordo com os nossos novos desejos.

Como bem disse a Brenda no grupo: “As marcas precisam entender que as roupas, hoje, são usadas como uma forma mais consciente de mostrar a sua personalidade, repertório cultural e posicionamentos”. Mais do que isso, a gente precisa que as roupas acompanhem nosso estilo de vida real, nossa vida ativa, nosso dia a dia cheio. A gente falou sobre isso quando, no post Calçadas para a Batalha, explicamos porque nós mulheres estamos em busca de sapatos mais resistentes, de solados mais grossos, que aguentem sol, chuva, transporte público, horas em pé, anos de uso.

Seria pedir muito para que nossas roupas sejam tão utilitárias quanto? Não né? Nem precisa dizer que já faz muito tempo que as mulheres deixaram de estar confinadas à vida doméstica, deixaram de usar espartilhos que bloqueiam o oxigênio do cérebro, deixaram de ser meros objetos decorativos no mundo masculino. E, por isso, precisamos e principalmente, queremos roupas que não “digam” que devemos ser sexy ou ~femininas ou que valorizem nosso corpo antes mesmo de serem confortáveis, práticas e úteis, não acham?

Toda roupa tem uma intenção e há um grande problema nas roupas femininas não terem “intenções práticas”. Se você reparar bem, boa parte das peças masculinas são pensadas para aguentar a vida real – com tecidos e uma “construção” mais resistente, para caber o que eles precisam – com bolsos e mais bolsos de tamanho perfeito para que o que eles carregam, com detalhes importantes – capuzes, cadarços, botões e zíperes que realmente têm uma função.

Inclusive, senta aqui, porque precisamos falar sobre bolsos rapidão. Nada na moda é por acaso e a falta dos bolsos na roupa feminina não é algo atual. De acordo com a história, as mulheres usavam uma espécie de saco nada prático dentro de suas camadas de vestido para pode carregar seus pertences. O acesso a eles era quase impossível e, aos poucos, eles foram evoluindo e viraram uma espécie de “pochete” um pouco mais prática. Mesmo assim, as mulheres carregavam diversos objetos ao mesmo tempo (espelhos, sais, leques, documentos) e os bolsos se tornaram um problema estético – isso mesmo, estético – nas roupas.

Os bolsos práticos, que deixavam a mão da mulher livre para viver, “estragavam” a silhueta e atrapalhavam o shape da roupa no século XVIII. Aos poucos eles foram sendo eliminados e substituídos por retículas para serem carregadas nas mãos, as precursoras das bolsas. E o que mudou até hoje? Praticamente nada.

A verdade é que estamos extremamente cansadas de bolsos que não cabem coisa alguma quando precisamos ter as mãos livres e não podemos/queremos carregar bolsas. Estamos cansadas de roupas sem bolso nenhum ou apenas decorativos, mesmo quando elas poderiam tê-los sem nem deformar o tecido. Cansadas de calças que mostram nosso “cofrinho” com qualquer movimento normal – por que vocês acham que as calças de cintura alta estão sendo as preferidas nos últimos anos? Cansadas de transparências não solicitadas – porque insistiram em fazer camisetas com tecido fino demais, afinal mulheres devem ser delicadas. Cansadas de recortes e croppeds que não acompanham o movimento natural do nosso corpo.

Queremos roupas que nos acompanhem e isso não parece ser tão um pedido tão absurdo. E o termo utilitário aqui não se refere apenas a roupas com mais bolsos ou, por exemplo, com detalhes que não fiquem prendendo nos nosso aneis e cabelos (quem também odeia esse tipo?). Queremos roupas que, assim como as masculinas, sejam mais versáteis. Roupas que tenham modelo, estilo e tecidos que permitam que elas passeiem do trabalho (onde passamos metade da nossa vida) à nossa vida social se grandes adaptações. Será que é possível?

Texto originalmente publicado no Modicessite de moda que trabalha coletivamente para garantir representatividade e voz.

Leia também:

Os itens que não podem faltar no seu closet - Parte 1
Look OF de março traz Bianca Branco, criadora do Cabine Fashion, como protagonista
Das passarelas internacionais às nossas novelas, as bolsas divertidas são tendência. Entenda melhor!

Pesquisar

Perfil

  • Ana Karla Gomes

    Editora Chefe

  • Rose Blanc

    Relações Públicas

  • Talita Corrêa

    Editora-Assistente

  • Estevão Soares

    Colunista

Arquivo

Assine nossa news e receba tudo em primeira mão

Observatório Feminino