Embarque Imediato

Cresce a procura de intercâmbio cultural por maiores de 50 anos

17 de fevereiro de 2017

por Observadora

intercambio

Cada vez mais os brasileiros têm se interessado por viver uma experiência no exterior. Contudo, é interessante observar que essa procura vem crescendo entre alunos de diferentes faixas etárias. Um público que está se encantando por essa possibilidade são os maiores de 50 anos.

Mas, você pode estar pensando o que o público desta faixa etária está buscando? Na verdade, os objetivos da viagem variam muito. Aprimorar um segundo idioma, normalmente, é o foco principal, mas junto a isso há outros interesses envolvidos, como conhecer novos lugares, aumentar a bagagem cultural, expandir a rede de relacionamentos, ampliar os horizontes.

Uma das vantagens deste tipo de programa é a fase que este público está vivendo. Em geral, a pessoa com esta idade já está mais estabilizada na profissão e com a vida pessoal mais encaminhada. Aqueles que são pais, provavelmente, já estão com os filhos mais velhos e independentes. Todos esses fatores proporcionam uma liberdade maior e dão mais confiança para o futuro aluno.

Há aqueles que adoram viajar e encontram no intercâmbio cultural a oportunidade de unir a paixão pela viagem com a possibilidade de adquirir o conhecimento de um outro idioma, uma outra cultura. Também há casos de pessoas que sempre sonharam com um intercâmbio cultural, mas não tiveram disponibilidade de tempo ou financeira e, agora, com maior estabilidade, conseguem se programar para realizar o antigo sonho.

O período da viagem pode ser a partir de duas semanas. Mas, há quem fique longos períodos, seis meses ou um ano, por exemplo. Os destinos preferidos variam entre Canadá, Estados Unidos, Inglaterra, Espanha e Malta, que é um destino menos conhecido, mas que encanta os estudantes.

Os cursos buscados também podem variar. O mais procurado é sempre o inglês geral. Alguns buscam cursos específicos em sua área de atuação. Há escolas que oferecem turmas exclusivas para maiores de 50 anos, o que agrada aqueles que não querem ficar na mesma sala de pessoas mais jovens. Geralmente, os programas são para, em média, duas semanas e oferecem além das aulas do idioma, programação específica, como passeio em vinícolas, museus, etc.

Cada faixa etária aproveita de forma diferente a vivência de um intercâmbio cultural. É fato que, cada vez mais, os maiores de 50 anos estão se abrindo para essa possibilidade e provando que não há idade para se aventurar e viver uma experiência no exterior.

Vivian Castro é gerente de marketing da Global Study, franquia de intercâmbios.

Edição e pauta: Josilene Corrêa

 

Leia também:

OF em NY - O lugar dos sonhos para quem é louco por Nutella
Vai viajar? Saiba como manter o intestino em equilíbrio enquanto estiver fora de casa
Telluride: no Colorado, local é combinação perfeita entre montanha e cidade

Pesquisar

Perfil

  • Ana Karla Gomes

    Editora Chefe

  • Rose Blanc

    Relações Públicas

  • Talita Corrêa

    Editora-Assistente

  • Estevão Soares

    Colunista

Arquivo

Assine nossa news e receba tudo em primeira mão

Observatório Feminino