Elas por Elas

“Já vai viajar de novo?”

11 de outubro de 2017

por Observadora

Palavra da Editora

Talvez você ainda não saiba, mas desde 2011, a data 11 de outubro, tornou-se emblemática na História do Universo Feminino. Há 06 anos, com o objetivo de promover os direitos das meninas e mulheres adolescentes, a Organização das Nações Unidas (ONU) celebrou o primeiro Dia Internacional da Meninas.

Sem exagero, acho urgente a necessidade de realizar ações para o descarte total das desigualdades de gênero, mas o meu maior desejo é desfrutar de uma época, onde a humanidade seja um espaço confortável, de medidas proporcionais para todos. Acredito no surgimento de novos movimentos que não precisem legitimar o óbvio. Já está passando da hora, que tal mudarmos de problemas?

Por isso, vou te dizer algumas coisas básicas a respeito da mulher que a gente devia saber desde cedo.  A maternidade NÃO é MESMO a única opção para vivenciar o feminino. O corpo dela é dela, e ponto – ache bom ou ruim, você não tem nada a ver com isso. Ela não é – e não quer ser – um manual de gaveta. Ela é a melhor do escritório, mas pode ser ainda melhor entre quatro paredes. Ela usa o dinheiro dela como quer. Ela é a bandeira do amanhã.  Ela quer e ela vai viajar de novo.

O texto abaixo da nossa eterna parceira Carol Maia é um desabafo daqueles que valem o bilhete do próximo embarque!

Um até logo e uma ótima viagem!

Há 07 anos, quando topei desbravar o mundo, me joguei com tudo no meu 1° intercâmbio (Montreal)… Lembro que tinha uma vontade gigante de conhecer gente, lugares, coisas, sabores diferentes… Viver e ter histórias pra contar…E, acima de tudo, montar o meu albúm com ‘A Coleção de Momentos Fodásticos’, pois seria algo que ninguém tiraria de mim.

De lá pra cá, foram 02 intercâmbios, 01 road trip pela América do Sul, 01 verão no Velho Mundo, temporadas no RJ, Fortaleza, SP… E parece que quanto mais eu viajo, mais eu sinto vontade de arrumar as malas e encarar o próximo destino.

Mas quando iniciei a vida de viajante aventureira uma coisa me incomodava muuuuuuito: a cada embarque era sempre um bombardeio de questionamentos e comentários:

“Já vai viajar de novo?”
“Sozinha, é isso mesmo? Mas você inventa, né, Carol!?”
“Não sei onde arruma tanto $$ pra viajar!”
“Nem parece que tem namorado!”

Achava um saco ouvir a mesma ladainha, que passei a não avisar mais às pessoas quando, nem para onde ia, sendo viagem a trabalho, romance, turismo ou lazer. E aí, quando me ligavam eu já estava há milhas de distância, feliz da vida, vivendo o que a maioria criticava… Confesso que AINDA hoje não entra na minha cabeça o porquê as pessoas têm a mania de dar pitaco, mesmo quando a opinião não é requisitada, e vivem ‘definindo’ o que é bom para as outros. Mas esse não é o maior problema. Triste mesmo é levar uma vida que você não quer para agradar alguém e conquistar algo que não te enche os olhos só porque fica bem na fita.

Então te faço um convite:
Que tal começar a viver agora o que realmente VOCÊ DESEJA para experimentar a sua história como PROTAGONISTA?

📷:@raulbuarque

Carol Maia é jornalista e tem uma trajetória dedicada ao estudo do Comportamento da Mulher, com passagem de três anos pela revista digital Observatório Feminino, Idealizadora do Única – Empreendedora de Si Mesma, Palestrante, Coach, Voluntária da Aliança de Mães e Famílias Raras (AMAR) e mãe de Maria Vida.

Leia também:

'Depois de um relacionamento de 14 anos, lá estava eu, solteira e cheia de planos'
Três motivos para você fazer um intercâmbio em Dubai
Intercâmbio em casal: economia, companheirismo e aprendizado lado a lado?

Pesquisar

Perfil

  • Ana Karla Gomes

    Editora Chefe

  • Rose Blanc

    Relações Públicas

  • Talita Corrêa

    Editora-Assistente

  • Estevão Soares

    Colunista

Arquivo

Assine nossa news e receba tudo em primeira mão

Observatório Feminino