Embarque Imediato

Viajando com economia

28 de março de 2017

por Observadora

 

17393123_1314205435334249_203725454_n

Sei que viajar, principalmente na atual situação do país, é uma ilusão, um sonho para muitas pessoas, mas é algo que faz parte da minha vida há muitos anos. Desde que comecei a trabalhar  sempre separei algum dinheiro para fazer excursões com amigas da Igreja e do trabalho. Parcelava em algumas prestações e pagava minhas viagens com a sensação de que era um dinheiro muito bem empregado. Afinal, sempre amei viajar.

Quando casei, ficou mais difícil, mas como morava em Belém do Pará, nas férias voltava para o Recife,  para rever a família e curtir nossas praias lindas! Depois de alguns anos quando separei do marido, voltei para a minha cidade, e foi aí que minhas viagens aumentaram. Todo ano ia com meu filho conhecer algum lugar do Nordeste: Salvador, Maceió, João Pessoa, e também cidades do Interior. Tudo era uma festa! Estávamos juntos e curtíamos bastante tudo isso.

O tempo passou, meu filho cresceu e, eu, aposentada. E agora, o que fazer da vida? Pergunta difícil? Que nada! Continuar viajando, viajando… Mas como, se está tudo tão caro? Se as empresas aéreas cobram rios de dinheiro por uma viagem e as passagens estão caríssimas? Maior que tudo isso é a minha vontade de viajar, conhecer lugares novos, paisagens lindas, pessoas legais e, principalmente, me divertir do jeitinho que mais gosto! Então, decidi me organizar e viajar por conta própria. Tiro uma parte do meu salário e pago minhas despesas de casa, mas sempre faço minhas reservas para viajar. Se é difícil? No começo pode ser, mas é só colocar isso como prioridade em sua vida que as coisas fluem.

É só ficar de olho nas companhias aéreas, pois toda semana oferecem promoções que começam às 21h da sexta-feira e terminam no domingo às 00h. Olho todas e sempre encontro uma que me agrada. Um exemplo disso foi quando quis viajar para Belo Horizonte e cidades históricas de Minas Gerais, mas o preço estava bem salgado: R$1.400,00 ida e volta. Quase desisti, mas  na promoção baixou para R$670,00. Grande diferença, não é? Não tive dúvidas e paguei logo. Além do mais, as empresas vendem parcelado e isso facilita muito a minha vida.

Aí vem a hora de escolher os hotéis e pousadas. Como reservar? Sempre existem vários sites na Internet que também reservam através de cartão e parcelam. E para conhecer as cidades recorro ao Google Maps, onde se pode visualizar os pontos turísticos dessas cidades, pesquisar se o hotel em que vou me hospedar fica próximo ao que pretendo conhecer e como faço para chegar. E para conhecer esses lugares como vou? De carro, transfer? Nada disso! Pesquiso se posso ir de ônibus e me informo com as pessoas que adoram nos dar informação quando percebem pelo nosso sotaque que não somos da cidade. Malas pesadas? A gente tira de letra! Sempre aparece alguém para ajudar ou então arrasto as minhas  que são com rodinhas e tudo fica mais fácil. Sem contar que, geralmente, os motoristas  são bem gentis e nos ajudam com as malas. Não esquento com nada, porque estou ali para me divertir!

Quando fui para Buenos Aires com meu filho, pesquisei os pontos turísticos e percebi que na maioria das vezes podíamos conhecê-los a pé ou então de metrô, que é muito barato. Saíamos todos os dias às 10h e retornávamos às 18h, mortos de cansados, mas felizes e satisfeitos com tudo que conhecemos, pois Buenos Aires é linda.

Outra viagem que adorei foi Gramado. Já fui três vezes, sempre na promoção. Na última vez fiquei num hostel, quarto compartilhado. Foi uma experiência ótima, pois não tenho luxo com hotel. Meu lema é o seguinte, pra que luxo? Se tem um bom café da manhã, uma caminha limpa, chuveiro, tá bom demais! Afinal, não viajo pra ficar dentro de um quarto. Vou pra passear e só chego à noite para dormir.

Vale lembrar que é preciso ter cuidado para não ultrapassar o orçamento, pois muitas parcelas de viagem podem comprometer o orçamento. Ganho pouco, mas o pouco que eu ganho é muito bem programado e dá para aproveitar muito. Meu histórico de viagens é extenso e sempre regado a ótimas promoções!

Às vezes, é preciso se render a uma agência de viagens, mas aí também vale pesquisar e procurar opções mais em conta. Outra dica é procurar viajar na baixa estação, pois se encontra ofertas até pela metade do preço. Este ano resolvi realizar um sonho antigo: conhecer Paris. Daí me informaram sobre uma que pertence a uma comunidade católica, e que faz turismo religioso para o Exterior, com tudo incluso, aéreo, hospedagem, city tour, refeições. Aí me rendi e paguei em vinte parcelas. Garanto que o preço foi muito bom porque pesquisei e nenhuma agência faz quatro países pelo precinho que eu comprei. A viagem será em outubro e já está tudo pago. Attends-moi Paris.

Tem sido assim minhas viagens ao longo dos anos, pois tudo sai bem mais em conta e dá supercerto. E você está esperando o quê para ir atrás dos seus sonhos? Arrume as malas e pernas pra que te quero!

Eledjace Lázaro é funcionária pública municipal, aposentada  e uma andarilha que ama viajar.

Edição: Josilene Corrêa

 

 

Leia também:

Às margens do Río de la Plata #terraslatinas
Nossa Senhora Aparecida leva cerca de dez milhões de fiéis por ano a santuário
Intercâmbio em casal: economia, companheirismo e aprendizado lado a lado?

Pesquisar

Perfil

  • Ana Karla Gomes

    Editora Chefe

  • Rose Blanc

    Relações Públicas

  • Talita Corrêa

    Editora-Assistente

  • Estevão Soares

    Colunista

Arquivo

Assine nossa news e receba tudo em primeira mão

Observatório Feminino