Noivas

Noiva OF: e chegou (está chegando) o grande dia!

25 de setembro de 2015

por Ana Karla Gomes

download (570x292)
– Há uns oito anos, mais ou menos, um amigo da mãe de Talita, meio bruxo, meio médium, meio sensitivo, meio conselheiro espiritual, disse que ela ia se mudar para outra cidade, mas que não ia morar pra sempre longe de casa. Disse também que ela ia casar com um cara que usava branco e que ia ser feliz pra caramba.

Talita deu uma risada alta, fez as malas, e nunca mais olhou para umbandistas e dentistas de forma igual.
Nessa época, ela já conhecia Carlos. Carlos já a conhecia. E a vida nem de longe imaginava reconhecê-los juntos.

Mas é obrigação do amor virar (mágica) coincidência:

Talita voltou do Rio e Carlos ganhou um jaleco branco de médico. Neste sábado, ela vai chamar Carlos de marido e, juntos, devem ter uns três filhos com bochecha e testa grandes. – (História contada pela própria noiva nas redes sociais)

 


 

Depois de meses sendo mil em uma só e ter tido o rim vendido à prestação, o sonhado e esperado vinte e seis de setembro chegou. É o fim da saga que viemos acompanhando, aqui no OF, da noiva mais doce e autêntica, que dividiu conosco as crônicas pré-casamentos mais lindas que poderíamos ler, Talita Corrêa.

Com ela, aprendemos que organizar casamentos é para os fortes, que você não precisa deixar de comprar uma bicicleta para fazer uma comemoração, que a insistência para pegar buquê é uma grande besteira e que amor nada tem a ver com superstição, afinal, ele só traz sorte.

Pés na areia, por do sol, mar e Alceu Valença – são-bentense assim como o noivo, Carlos – embalando os corações… Sem pompas, como desejado pelos protagonistas da festa. Só muita gente querida, um visual deslumbrante em um dia de lua quase cheia.

Nesse início de primavera, a mais simbólica das estações, é momento de comemorar o florescer de mais um amor. Não aquele amor que divide e faz de duas pessoas uma única, como costumam falar, mas o verdadeiro amor, que multiplica e faz com que o casal seja, na verdade, muito mais que dois.

Se o amor é fantasia, Carlos e Talita vivem um eterno Carnaval recifense. Não é preciso estar perto para perceber que eles têm a sorte de viver um amor tranquilo, daqueles com sabor de fruta mordida, como cantava Cazuza. E que permaneça sempre assim.

Que a felicidade de estar junto só aumente, a cumplicidade se multiplique, que o riso não saia do rosto e que a segurança e o companheirismo continuem caminhando alinhados aqui, ali ou em qualquer lugar.

São os meus votos e de toda a equipe do OF.

“Se te quero é porque tu és
Meu amor, meu cúmplice e tudo
E na rua lado a lado
Somos muito mais que dois.”

(Mario Benedetti)

Imagens: reprodução

Siga o OF no Twitter e no Instagram e curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Sonho de Noiva: Dayana em contagem regressiva para o seu grande dia
Plaquinhas de casamento: descontração e criatividade também cabem na hora da cerimônia
Vai casar? Saiba como evitar estresse antes do casamento e aproveitar ao máximo a lua de mel #noivaO...

Pesquisar

Perfil

  • Ana Karla Gomes

    Editora Chefe

  • Rose Blanc

    Relações Públicas

  • Talita Corrêa

    Editora-Assistente

  • Estevão Soares

    Colunista

Arquivo

Assine nossa news e receba tudo em primeira mão

Observatório Feminino