Elas por Elas

Louis Vuitton desfila pela primeira vez no Brasil e nós elegemos três modelos clássicos e atemporais da marca

28 de maio de 2016

por Estevão Soares

Um verdadeiro marco na moda mundial está prestes a acontecer. Hoje, sábado, às 16h15, a Louis Vuitton desfilará pela primeira vez em solo brasileiro. A marca abriu sua primeira loja no Brasil há aproximadamente  27 anos na Haddock Lobo, em São Paulo, mas será no Rio, que ocorrerá daqui há pouco o desfile, mais precisamente no MAC (Museu de Arte Contemporânea) em Niterói, seguindo uma linha pregada pela grife e pelo diretor criativo Nicolas Ghesqueière de desfilar as coleções de verão em lugares arquitetonicamente fortes, como o último realizado na propriedade de Bob e Dolores Hope, projetada por John Lautner em Palm Springs.

MAC Niterói - Rio de Janeiro

MAC Niterói – Rio de Janeiro

Por aqui, o desfile que também marca os 20 anos de existência do MAC e a primeira ação envolvendo moda que o espaço recebe, contará com 50 modelos na passarela e 500 convidados assistindo às novidades da marca para o verão 2017. Logo após, os convidados caem no fervo em uma festa preparada no Parque Lage, Zona Sul da Cidade, de modo que, talvez hoje seja um dos dias que mais veremos uma aglomeração intensa de bolsas da marca. Porém, você sabe quais as mais icônicas, aqueles clássicos que são atemporais e merecem lugar especial no seu guarda-roupa? Nós mostramos a seguir:

Speedy

Talvez a primeira bolsa que as pessoas lembrem ao ouvirem falar da marca. Um clássico e a primeira “city bag” criada em 1930 e usada aos montes por ninguém menos do que Audrey Hepburn. É uma peça funcional, que ao longo dos anos ganhou releituras, porém, o modelo inicial, tal e qual a lançada há mais ou menos 86 anos  continua à venda nos tamanhos 25, 30, 35 e 40. O preço: R$ 4.550 (25) a 4.800 (40). A versão da mesma bolsa, só que com uma alça longa removível, chamada Bandoulière, tem valores entre R$ 5.950 (25) e 6.250 (40)

Speedy

Speedy

Speedy Bandoulière

Speedy Bandoulière

 

Alma

Apesar do modelo como conhecemos hoje ter sido lançado em 1992, seu desenho é datado da década de 1930 e foi criado por Gaston – Louis Vuitton. Ela possui um traçado forte e elegante, o que a tornou rapidamente um dos modelos mais desejados da Maison francesa. Ganhou novas interpretações ao longo dos anos, com materiais, cores, estampas e tamanhos, ganhando o status talvez de uma das peças mais reinventadas da marca. Seu preço: A tradicional, em canvas , vai de R$ 5.450 a 8.200. Mas, com as variações de materiais que pode receber, o valor ultrapassa a casa dos R$ 31.000.

Alma

Keepall

Ideal para viagens curtas, ela tem um traçado similar a da speedy e confere elegância ao viajante onde quer que ele esteja. Foi criada também na década de 1930 e foi a primeira peça da marca flexível e impermeável para viagens. Suas alças são curtas, porém, confortáveis em couro arredondado. Sua abertura é em zíper duplo e assim como a speedy, ganhou também a versão Bandoulière, com uma alça longa extra e removível. O preço da tradicional varia entre R$ 6.050 a 6.400 (a maior) e da versão Bandoulière entre R$ 7.650 a 8.050.

Keepall

Keepall

Keepall Bandoulière

Keepall Bandoulière

Imagens: Reprodução

Siga o OF no Twitter e no Instagram e curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Design: as estrelas que revolucionaram a joalheria contemporânea
Outubro Rosa: e quando o câncer surge pela segunda vez?
Aluguel de vestidos online faz sucesso e ganha muitas adeptas, inclusive famosas. Saiba mais!

Pesquisar

Perfil

  • Ana Karla Gomes

    Editora Chefe

  • Rose Blanc

    Relações Públicas

  • Talita Corrêa

    Editora-Assistente

  • Estevão Soares

    Colunista

Arquivo

Assine nossa news e receba tudo em primeira mão

Observatório Feminino