Variedades

Resiliência está entre as características mais valorizadas nos profissionais. Descubra o que é e como ela te leva à excelência

23 de março de 2015

por Observadora

nuvem-caracteristicas-profissionais (570x520)

Há algum tempo atrás ouvi essa palavra, Resiliência, num evento que fui. Fiquei curiosa a respeito mas não fui buscar. Por algum motivo, eu esqueci…

Até que a amiga Ester Lima, me apresentou um livro sobre o assunto para ler. O nome do livro é “Resiliência – Competência para enfrentar situações extraordinárias na sua vida profissional!” escrito Paulo Sabbag. Agradeço a amiga Ester pela indicação e recomendo a leitura aos amigos.

Logo que comecei a ler o livro já me identifiquei de cara com o assunto. Posso dizer que, é como se eu visse toda a minha vida passando em filme. Jamais poderia imaginar que minha busca por atingir metas pessoais e profissionais, pudesse se chamar Resiliência.

Resiliência é a capacidade que temos de lidar com os problemas, superar obstáculos e resistir à pressão de situações adversas, durante um tempo, sem perder o foco em alcançar o seu objetivo.

A palavra Resiliência vem do latim resilio, resilire. Resilio, de acordo com dois dicionários latim-português (Faria, 1967; Saraiva, 2000), seria derivada de re (partícula que indica retrocesso) e salio (saltar, pular), significando saltar para trás, voltar saltando. Ou seja, Resiliência é movimento que se faz de sair da zona de conforto, trabalhar, desenvolver, para alcançar uma meta e depois retornar ao estado natural. Como se fosse um elástico, que esticamos para amarrar alguma coisa e depois que usamos, ele volta ao seu estado normal, para ser usado novamente.

Logo, podemos dizer que uma pessoa resiliente:

– Possui disposição para enfrentar dificuldades;

– Sabe atuar sobre pressão;

– Está sempre preparada para lidar com obstáculos e problemas;

– É otimista! Pensa e age com positividade;

– É realista. Não se ilude!

– Demonstra criatividade e encontra soluções com poucos recursos;

– Recupera-se com rapidez, depois de passar por algum sofrimento.

De fato, pessoas resilientes tornam-se mais fortes após viverem momentos difíceis. Esse fenômeno acontece porque elas passam a se conhecer melhor, desenvolvem confiança em si mesmas e aprendem novas formas de encarar os acontecimentos. Em vez de sentir nervoso e medo, elas sentem coragem e vontade de vencer, são movidas pelo desafio.

Mas como posso desenvolver Resiliência?

A Resiliência pode ser desenvolvida em qualquer pessoa, pois é uma competência. Como vocês sabem, competência é um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes adquiridos.

Logo, para desenvolvermos a Resiliência é necessário aplicarmos no nosso dia-a-dia um conjunto de fatores e ações. São eles:

– Auto eficiência e Auto confiança 

Ação: Acredite no seu potencial, nos seus conhecimentos e habilidades. Se ainda não sente essa segurança, busque seu conhecimento para alcança-la.

– Otimismo 

Ação: Enxergue os acontecimentos da vida de uma maneira positiva. Tire proveito das situações ruins, colha feedbacks.

– Temperança 

Ação: Modere suas atitudes, mesmo que nesse momento você esteja sofrendo. Tenha calma! Com pressa e destemperança não chegamos a lugar nenhum!

 – Empatia

Ação: Sempre se coloque no lugar da outra pessoa para entender os motivos dela. Se for possível, ajude-a.

 – Competência Social

Ação: Saiba lidar com as pessoas, converse, interaja e crie um laços de confiança.

 – Proatividade

Ação: Tenha a iniciativa de agir, seja qual for a situação. Ficar parado não traz a solução.

 – Flexibilidade Mental

Ação: Seja capaz de adaptar e flexibilizar seus pensamentos, sem limitações.

– Solução de Problemas

Ação: Seja capaz de diagnosticar problemas, planejar soluções e agir. Resolva o quanto antes suas pendências.

 – Tenacidade

Ação: Persista em alcançar seus objetivos, mesmo diante de tensões. Jamais desista!

Em geral, podemos dizer que a Resiliência depende de algumas condições psicológicas internas e externas.

No nível interno, pessoas otimistas são favorecidas por assumirem responsabilidade sobre suas ações. Com isso aumentam sua autonomia, criam vínculos positivos porque geram credibilidade e tornam-se flexíveis na forma de sentir e pensar.

No nível externo temos as relações que promovem acolhimento, cumplicidade e suporte afetivo. Pessoas que estão sempre por perto, que acreditam na nossa capacidade, acreditam na nossa superação e estão sempre nos incentivando a buscar nossos objetivos.

Portanto, concluímos que a Resiliência está presente na vida das pessoas que buscam mudanças, melhorias constantes, seja em sua vida pessoal ou profissional. Essas pessoas tendem a ser seguidas por outras, que também procuram desenvolver conhecimentos e atitudes para realizar seus sonhos.

Pratique a mudança, seja resiliente =)

Annelise Gripp é Coach no Rio de Janeiro e escreve sobre o assunto em um blog: “O Coaching é um conjunto de procedimentos utilizados para alcançar seus objetivos pessoais e profissionais. É um processo que envolve o Coach (profissional que conhece o processo e orienta) e o(a) Coachee (pessoa que deseja atingir as metas). O Coach possui ferramentas, que quando aplicadas com o Coachee, auxilia na definição dos passos para se chegar onde deseja.

Leia mais: Um bom líder precisa de CHA

Imagem: reprodução

Siga o OF no Twitter e no Instagram e curta a nossa página no Facebook

Leia também:

Prefeitura do Jaboatão convocou o Exército no auxílio às vítimas das chuvas. Saiba como ajudar os de...
O fermento dos fariseus e um sistema punitivo que não funciona
“Só há uma coisa pior do que a morte de um filho: o suicídio de um filho”

Pesquisar

Perfil

  • Ana Karla Gomes

    Editora Chefe

  • Rose Blanc

    Relações Públicas

  • Talita Corrêa

    Editora-Assistente

  • Estevão Soares

    Colunista

Arquivo

Assine nossa news e receba tudo em primeira mão

Observatório Feminino